Skip to content

Lumme Comunicação

Seu Blog sobre comunicação, novas mídias e design

Podemos dizer que a Propaganda serve para construir marcas.
A promoção estimula a experimentação e aumenta o nível de vendas durante o período que ela existe.
Marketing atender à suas necessidades mais profundas.

Avalie isto:

Muitos confundem a função do marketing, da promoção e da propaganda. Embora pareçam todos iguais, eles tem diferenças muito profundas.

Para começar promoção e propaganda são ferramentas usadas pelo marketing.
Portanto marketing e propaganda não são a sinônimos.

Para entendermos melhor vamos definir o marketing.
Existem muitas definições para o marketing, mas resumindo ao extremo podemos dizer que marketing é o processo de conquistar e manter clientes.

Para isso os “marketeiros” precisam entender as vontades e necessidades de seus clientes. Para isso abrem mão de muita pesquisa para vasculhar até os desejos latentes da população (aqueles que nem as pessoas percebem que tem).

É um erro muito comum as pessoas pensarem que o marketing cria desejos. Na verdade isso é impossível, o marketing apenas procura satisfazer os desejos já existentes. Mesmo aqueles mais escondidos.

Sim, o marketing estuda a cabeça das pessoas. Dessa forma as empresas podem criar produtos que atendam os seus desejos.

Você pode até dizer: ” – Mas antes de ver a propaganda eu não tinha vontade de comprar tal produto, foi a propaganda que me fez ter vontade.”

Pois é ai que a propaganda entra. Ela serve para despertar aquele desejo que você já tinha, mas não dava atenção.

Você pode precisar de um automóvel para ir ao trabalho, mas você pode escolher em um carro popular ou um outro que lhe dê algo além do simples transporte. Talves um carro que lhe leve ao trabalho mas também lhe dê status.

A propaganda serve para isso mesmo, dizer a todos que tal produto satisfaz plenamente suas necessidades, sejam elas racionais ou psicológicas.

Tá, mas e a promoção? A promoção é uma ferramenta do marketing também, ela funciona como a propaganda, mas seu apelo é mais urgente. Ou seja, ela estimula enfaticamente o consumidor.

Por exemplo: Ao sair de casa para comprar Coca-cola, no ponto de venda você pode se deparar com uma promoção do tipo: Comprando 1 Guaraná Antarctica você leva um copo da seleção brasileira. Embora seu refrigerante predileto seja Coca, o custo x benefício em levar outra marca pode parecer atraente e ao invés de levar Coca você leva Guaraná, pelo brinde, é claro.

Todos lembram da promoção bichinhos da Parmalat, foi um retumbante sucesso. R$ 8,00 + 20 códigos de barra.
A promoção fez a marca Parmalat ficar muito conhecida, e a experimentação do produto foi um sucesso.
Porém, ao fim da promoção o nível de vendas voltou ao normal. A promoção é uma ferramenta excelente para aumentar as vendas, mas por um curto período de tempo

  • Podemos dizer então que a PROPAGANDA serve para construir marcas. É ela que dá credibilidade aos produtos e fabricantes.
  • A PROMOÇÃO estimula a experimentação e aumenta o nível de vendas durante o período que ela existe.
  • Mas de nada adianta propaganda e promoção se o produto não servir para o consumidor, ou seja, não atender à suas necessidades mais profundas e é para isso que serve o MARKETING.

Fernando Torensan Nascimento é publicitário, com MBA em marketing,
Professor do Curso de Publicidade e Design da UniRadial
e sócio da Fe Publicidade.

About these ads

Tags:, , , , , , ,

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: